sábado, 26 de março de 2011

O Alentejo em África... Mesmo!


É bom recordar o que não esquecemos.

2 comentários:

Zé de Melro disse...

A outra parede está cheia de cogumelos!

André Miguel disse...

O único modo de ver TV há alguns atrás era recorrendo a parabólicas, por isso proliferaram pelas fachados dos prédios como cogumelos.